Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas:
lscunha
  B.5.1- PRINCIPAIS DRIBLES

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 26/10/2020 às 18:49

B.5.1- PRINCIPAIS DRIBLES

Observando um jogo de futebol e as situações que nele ocorrem, o drible é um recurso fundamental, para solucionar algumas situações de jogo, porém só deve ser efetuado na mais absoluta certeza de sucesso e qualquer possibilidade de falha, mínima que seja, será preferível dar um chutão para uma direção que não enseje a bola a colidir com seu adversário.

Cada posição, pela dinâmica de jogo, apresenta situações repetitivas e, assim sendo, penso que seja útil elencar as que são frequentes para cada posição e sugerir as formas de dribles a serem efetuados.

 

B.5.1.1- GOLEIROS: a primeira situação é a de um lançamento que o atacante esteja em posição de vantagem sobre os zagueiros, mas em decorrência da mesma estar numa trajetória que se afasta do atacante e favorável ao goleiro, pois está na sua direção, o mesmo deve aferir se chegará na mesma com pouca vantagem e aí o chutão para outra direção seja o mais recomendado e nos casos em que se tem uma vantagem propícia, possa driblar o mesmo, mas sempre considerando o fato que o atacante só conseguirá manter a mudança de direção em equilíbrio, se o ângulo exigido para tal for de no máximo 45°. Se a distância que o goleiro chegar na bola for considerável, deverá sair jogando com seus zagueiros, laterais ou o volante que se movimentou para ser também uma opção de passe.

De qualquer forma, o drible aplicado sempre deverá ser o mais simples e com a bola totalmente submissa a ele.

B.5.1.2- ZAGUEIROS: ouço falar que esse ou aquele são bons zagueiros, pois possuem habilidade e categoria e que sicrano e beltrano ficam a desejar, pois são lentos e pesados, mas o que temos que ter em mente é que bom zagueiro, independente de técnica, é aquele que não falha. Assim sendo, não é nenhuma vergonha um zagueiro sob pressão, estando apertado com a marcação adversária, dar um chutão, mesmo que seja para as linhas laterais (preferencial) ou de fundo. A posição, da mesma forma que a de goleiro, não dá margem para erro e dribles só devem ser executados com ampla consciência de distância, tempo de bola e domínio da mesma. O drible mais comum de um zagueiro é dado sem um enfrentamento, pois impera o giro com a bola sob seu domínio, para um ponto em que esteja livre de marcação imediata dos atacantes, que lhe permite sair jogando, fazendo passes curtos ou médios para seus companheiros e até lançamentos para pontos desguarnecidos ou nas costas dos zagueiros adversários

 

B.5.1.3- LATERAIS: taticamente jogam em função dos zagueiros e são extremamente importantes na dinâmica de jogo de uma equipe, pois a eles cabem funções acumulativas defensivas, criativas e ofensivas, pois fazem parte de todas as linhas de jogo e por isto devem possuir uma capacidade física extraordinária. Isto os leva a ter um repertoria significativo de dribles.

Entre tantos, destacaria como principais:

a) Finta de corpo: que pode ser aplicada de duas formas, quando se está de frente para o adversário e se movimenta o corpo para um lado, induzindo o seu marcador para se posicionar nessa direção e súbito indo para o outro lado, onde está o apoio do adversário, que dessa forma fica sem condições de interceptar a bola e quando se esta com o marcador ao seu lado e faz o movimento de ir adiante, simular um retrocesso e na retomada do adversário para retornar, ir novamente adiante e o ultrapassando estabelecer uma vantagem numérica.

A finta de corpo antes do primeiro toque é fundamental

b) Corte na diagonal: também utiliza o movimento de ir em frente pelo corredor lateral e súbito direcionar a bola por trás de sua perna mais adiantada, numa espécie de letra, mudando a trajetória em diagonal, na direção da grande área.

c) Meia lua: esse é chamado também de drible da vaca e consiste numa situação de confronto direto frente a frente, direcionar a bola pela lateral da perna do adversário que está lhe dando o apoio e passar em velocidade pelo outro lado e alcançar a mesma já em suas costas. Esse drible, normalmente lhe possibilita alcançar a linha de fundo para fazer o temido cruzamento para os zagueiros adversários, livre da possibilidade do adversário se recuperar a tempo de impedir o mesmo.

d) Pedalada: esse é um drible que deve ser efetuado indo de encontro ao marcador , passando alternadamente o pé em movimentos rápidos sob a bola e aplicado sempre quando o pé de apoio do adversário estiver sem pronta ação, face estar sendo usado como apoio, no sentido que é seu objetivo, ou seja, se na diagonal para dentro ou para fora.

e) Desaceleração: consiste em diminuir subitamente a velocidade e quando o seu marcador estiver também em processo de desaceleração, retornar a imprimir velocidade, acelerando suas passadas, o que lhe dará no mínimo um metro de vantagem na disputa e a vantagem numérica objetivada para executar o lance seguinte.

 

B.5.1.4- VOLANTES E MEIAS: são posições que exigem mudanças bruscas de movimentação, quando se está de posse da bola, de forma a conseguir espaço para criação. Os jogadores que exercem essa função, são os responsáveis por estabelecerem a dinâmica de jogo de sua equipe, conhecendo o posicionamento de seus companheiros e a marcação sobre eles e antevendo a estratégia defensiva do adversário em cada situação de jogo. Mentalmente devem ser confiantes, ousados e corajosos em suas ações e considerarem que o desarme sempre é um risco enorme para o time que sofreu o desarme.

Além dos acima citados, alguns outros são fundamentais.

a) Girado: quando deixa a bola passar pelo lado oposto ao que se encontra o seu marcador e se gira rápido o corpo no sentido da trajetória da bola, permitindo assim uma nova dinâmica de jogo, virando o mesmo para o lado oposto ao inicial e obriga todo o time adversário a se movimentar e caso não o faça, abre-se um espaço a ser imediatamente explorado, se direcionando com a bola para o mesmo ou dando o passe para o companheiro que chamou para si a ocupação desse espaço aberto.

Para um meio campista, seja volante ou meia, o domínio de bola é fundamental e isso deve acontecer no primeiro toque na bola

b) Finta de corpo combinada com giro: se vai ao encontro da bola, com o corpo sinaliza seguir na direção em que atacou a mesma e a deixa passar girando o corpo rapidamente para a direção que ela está indo e se obtém um espaço excelente para dar seguimento a jogada, olhando os posicionamentos a sua frente e escolhendo a melhor jogada a ser efetuada.

c) Indução: com o movimento do corpo induz o seu marcador para uma direção e olhando seu adversário sobre o seu ombro, girar subitamente para o lado oposto em que ele está indo e com a parte interna do pé direcionar a bola para a posição que se mostra a mais adequada para dar seguimento a jogada.

 

B.5.1.5- PONTEIROS E/OU ATACANTES PELOS FLANCOS



LUIZ SERGIO CUNHA

 
Páginas:
Página principal

Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas