Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas:
lscunha
  Continuação - dribles

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 19/10/2020 às 11:33

B.5 - DRIBLES

O drible é para mim, numa prática onde a tônica é o coletivo e não individual um recurso que por um lado me lembra um ato de extrema unção e às vezes a ação de um homem bomba.

Eu explico.

No caso de extrema unção, ele deve ser usado quando não existir mais opção coletiva, quer pelo fato de não se apresentar situação de passe com certeza de sequência exitosa, face o encurtamento da marcação que lhe retira espaço e tempo para raciocínio decorrente da visualização de cenário.

No caso de homem bomba, quando o mesmo pode funcionar como um aríete na retaguarda defensiva e exigir uma cobertura que exigirá um sincronismo de recomposição que se torna inoperante quando a movimentação ofensiva de seus companheiros ocupa novos espaços, nos quais se tornam livres da marcação adversária.

O drible quando bem sucedido, desmonta um esquema defensivo por mais perfeito que este seja, mas por outro lado, se for mal sucedido, pode dar início a contra-ataque fatal do adversário e assim sendo, só deve ser tentado em ações claramente ofensivas e jamais em ações defensivas ou de meio de campo, pois nessas regiões, por mais forte que seja a marcação adversária, haverá sempre opção de passe, nem que seja para seu goleiro.

Todo jogador deve construir e treinar exaustivamente um repertório de dribles, seja com a bola sob seu domínio, tendo pela frente o marcador e em lances de velocidade.

A escolha do drible a ser escolhido para ser executado, deve considerar o cenário do lance e sua continuidade e aqui entra no lance a figura da cobertura e é muito importante se ter essa percepção, pois ela será o próximo lance e assim como no xadrez, se deve estar dois ou mais lances à frente na execução de jogadas individuais, além do mesmo, obrigatoriamente ter que ser executado para cima do pé de apoio do adversário, pois assim, ele não terá como impedi-lo.

O repertório é muito importante, para você não banalizar o seu drible e permitir o seu adversário já saber o que fará.

O mundo do futebol conheceu grandes dribladores mas para nós brasileiros e para mim em particular, dois são inesquecíveis: Canhoteiro, que era ponta esquerda e Garrincha, certamente o maior do mundo, que a rigor tinha exatamente um único drible em seu repertório, o qual o adversário e toda a plateia sabiam qual era e ninguém conseguia lhe impedir de o executar e em sua homenagem, assim descrevi o mesmo:

"Pintar quadros com a palheta cheia de cores é uma tarefa difícil, mas há os que o façam, pois são geniais, mas pintar quadros com uma única tinta, só se valendo do traço mais forte ou mais fraco, para alcançar a luminosidade ou o contraste desejado é necessário mais que a genialidade, mas de um dom divino e aí está, ao meu ver, a diferença entre o Mané Garrincha e os demais".



LUIZ SERGIO CUNHA

 
Páginas:
Página principal

Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas