Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas:
lscunha
  Cruzamentos

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 16/11/2020 às 14:19

B.7 - CRUZAMENTOS

Os cruzamentos são uma das jogadas mais mortíferas do futebol, principalmente quando ocorrem da linha de fundo, pois dessa forma são executados para trás e pegam os defensores adversários de lado ou até mesmo de costas para a bola, quando a ação que os ocasionam são muito rápidas e os atacantes sempre de frente.

Alcançar a linha de fundo é uma ação obtida pelo talento individual sustentado pelo drible, naquela situação de “homem bomba” ou por jogadas de triangulações esquematizadas e exaustivamente treinadas.

Outro fato notável na jogada de triangulação, é que ela pode ser executada de forma adequada por jogadores apenas de nível regular e sob ação de defensores notadamente de patamar técnico mais elevado, considerados craques, que impotentes são envolvidos pela trama.

Os cruzamentos muitas vezes, dada a velocidade e o espaço reduzido, não permitem olhar os posicionamentos dos companheiros e aí funciona a marca do penalty como referência e sempre que houver a possibilidade do mesmo, um dos atacantes deve se posicionar nessa posição.

Os cruzamentos de laterais de área, têm a seu favor o espaço para serem realizados e a visão dos posicionamentos e neles podem ser aplicadas a técnica de empreender efeito na bola, de forma que a mesma tenha uma trajetória elíptica tanto na sua trajetória de alçamento e queda como na de trajetória horizontal curva, que dificulte sua interceptação.

É uma jogada ofensiva notável e se bem efetuada permite um porcentual alto de ser bem-sucedida.

Um time que executa bem esse tipo de jogada, terá como prêmio inúmeras vitórias decorrentes da mesma.

 

B.8 - JOGADAS ENSAIADAS

No futebol moderno, as compactações criaram condições bem favoráveis para jogadas ensaiadas, quer defensivas, de criação ou ofensivas, pelos flancos, pela linha de fundo ou no meio de campo.

Nas defensivas há as que contam com a participação dos goleiros, que hoje não podem se eximirem de jogarem com os pés e devem possuir essa aptidão, fazendo passes curtos, médios e até mesmo lançamentos para os atacantes, pois são muitas as oportunidades de zonas desprotegidas do adversário, que surgem com as movimentações sem bola no justo momento em que o goleiro está com a bola sob seu domínio.

As jogadas ensaiadas se fundamentam em troca de passes curtos, por vezes de média distância, tabelas e movimentações e aqui tem um pulo do gato que vou adiantar, mais falarei com maior consistência no quesito da versatilidade, que é a rotatividade, pois nessa movimentação a oportunidade de infiltração mais contundente, surge no momento em que o lateral está mais para o setor que se posiciona o meia e este em sua posição, face a movimentação e nesse momento, ele deve fazer a missão de meia e o meia a de lateral.

No caso dos escanteios ou em algumas bolas paradas, é comum a presença, face a altura dos zagueiros na área do mesmo em assumirem a função de centroavantes e esse treinamento de drible curto e pronta finalização por parte deles, deve ser treinado.

As jogadas ensaiadas podem ser conhecidas pelos adversários e isso não é relevante, porque eles não sabem o momento em que elas serão executadas e isso faz toda a diferença.

Volto ao exemplo dos pugilistas que sabem os golpes usuais de seus adversários, mas não sabem o momento em que eles serão executados e tomar um nocaute é possível a qualquer instante, assim como tonar um gol.

 

B.8.1 - BOLAS PARADAS

Observamos que na cobrança de bolas paradas, os zagueiros pelo meio, quase sempre os mais altos do time, junto com os goleiros, se deslocam para a grande área do adversário e os homens de meio de campo os substituem provisoriamente, ocupando as posições que aqueles ocupavam e normalmente o terceiro meio-campista, o qual possui mais qualidade de arremate de fora da área, se coloca próximo da risca da grande área, num local que o permita alcançar o rebote e tentar a finalização.

Merece uma análise mais aprofundada, as posturas defensivas e ofensivas de cobranças de bolas paradas, quer sejam de faltas nos arredores das áreas ou de escanteios.

Assim, vamos primeiro ver a postura defensiva adequada.

Quem deve comandar a ação defensiva nesse caso é o goleiro, orientando a marcação.

Todos os cruzamentos em que a zona de definição dos mesmos seja a pequena área, devem ser de responsabilidade do goleiro, pois sendo ele o jogador com maior alcance de altura de bola, pois pode usar os braços, ir ao encontro da mesma e a agarrar nos casos de não ter assédio ofensivo de corpo a corpo ou a socar no caso de ter essa possibilidade.

Socar a bola também pode ser uma jogada ensaiada de início de contra-ataque, pois o centroavante se coloca no centro do campo e com isso prende dois adversários naquele setor do campo, seu marcador direto e o zagueiro de sobra. Assim um atacante rápido, tão logo a bola seja lançada sobre a área, se desloca para o setor de campo mais aberto e dessa forma, possibilitar que o goleiro soque a bola em sua direção e potencialize um contra-ataque que se bem executado, terá uma probabilidade alta de ser bem sucedido.

O goleiro deve ter uma combinação com os jogadores que eventualmente possam ser a sua referência e a forma pela qual essa bola socada deve ser direcionada.

Os defensores ao irem para a disputa da bola, devem sempre praticar o mesmo recurso, jogando o peso de seu corpo sobre os atacantes adversários, pois dessa forma, mesmo que eles vençam a disputa, não terão como aferir potência a cabeçada e a mesma será amortecida na direção do gol, o que facilitará a defesa do goleiro.

A atenção deve ser na trajetória da bola e não no adversário e tempo e espaço devem ser considerados para a ação de participação em atacar a mesma e se possível, esse cabeceio, também pode ser atrelado ao esquema de início de contra-ataque já descrito.

Os marcadores laterais, devem estar muito atentos a trajetória da bola e não deixarem os atacantes tomarem a sua frente, se colocando com preferência de ação nos cruzamentos.

Um dos homens do meio de campo, deve se posicionar em posição de abafar o rebote, para impedir a finalização do mesmo, por parte daquele jogador do adversário escolhido para isto

Claro que o cruzamento, para quem não é o autor do mesmo, é completamente aleatório, mas há algumas trajetórias clássicas, que são treinadas e praticadas por todo mundo.

 



LUIZ SERGIO CUNHA

 
Páginas:
Página principal

Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas