Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas:
lscunha
  Fundamentos para o sucesso

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 05/05/2020 às 10:45

5.5 – FUNDAMENTOS PARA O SUCESSO

Todo atleta de ponta possui uma série de atributos comportamentais que explicam seu sucesso e apontamos os principais:

- DETERMINAÇÃO: criar metas para si e ir de encontro aos seus sonhos de forma obstinada e sem qualquer plano B.

É sucesso ou sucesso.

- RESILIÊNCIA: não se abater com insucessos e deles tirar ensinamentos para aprendizagem e aperfeiçoamento. Desafios devem ser enfrentados com força de vontade e treinar por conta própria almejando ser o melhor possível. Os atletas de sucesso, nem sempre são os mais técnicos e habilidosos e o Cristiano Ronaldo é um exemplo clássico disto.

- VERSATILIDADE

Jogadores versáteis, que sabem cumprir várias funções e missões específicas, são preciosidades no futebol.

Zagueiros e centroavantes são mais fixos em suas posições, embora seja imperativo, como colocamos acima, que zagueiros saibam atuar como centroavantes e estes como zagueiros nos casos de necessidade defensiva.

Há certas similaridades para treinamentos de determinadas posições e além dessa dos zagueiros com o centroavante, temos as dos laterais com os atacantes de flancos, entre o volante e os meias e isso é fundamental para o exercício de algo mais aprimorado que a movimentação, que é a rotatividade.

Imagine que numa movimentação, o lateral troque de posição com um meia e nessa posição receba um passe, tendo à frente um vasto corredor livre. Seria burrice ele não se enveredar por esse terreno como meia fosse enquanto aquele momentaneamente ocupe a posição e as responsabilidades de jogo do seu companheiro.

O futebol é muito dinâmico e se um dia chegarmos a praticá-lo com se fosse um moto-contínuo, a versatilidade será o seu combustível.

- REGULARIDADE

É uma preciosidade ter no elenco, jogadores que sempre joguem bem, mesmo que não sejam os que façam a diferença, pois isso garante ao treinador uma certa tranquilidade e confiança no seu time.

 

Gosto de treinadores que escalem seus times de acordo com os adversários e suas estratégias de jogo e por isto mudam sua escalação e a movimentação, com o objetivo de surpreender o adversário.

Jogadores que não possuem regularidade alta de atuações, se sentem inseguros com eventuais novos companheiros e acabam lhes passando esse sentimento, prejudicando muito o entrosamento da equipe, pois esses novos companheiros ficam também inseguros e até mesmo perdidos e se transformam  num risco, o qual deve ser muito bem calculado e debatido na concentração, na palestra na noite de véspera do jogo para ver se foi naturalmente absorvida e no caso de incerteza, a mesma não deve iniciar a partida e aguardar se será necessária durante a mesma e efetuada como  uma substituição esquemática.

Fazer substituições adequadas durante o desenrolar de uma partida, por motivos de cansaço, risco de segundo cartão amarelo, rendimento técnico ou mesmo indisposição física.

Quando se tem as categorias de base seguindo a mesma cartilha tática do time principal, algumas modificações da formação inicial, se tornam mais seguras de serem realizadas e muitas vezes se pega um titular versátil para o colocar em outro posicionamento em que esteja qualificado para atuar satisfatoriamente e se coloca no lugar do mesmo um reserva com suas mesmas características para executar a função específica da posição.

Conforme estiver o placar do jogo, o treinador deve oportunizar substituições planejadas nos últimos 20/15 minutos para ver como os reservas reagem a essas oportunidades, além de lhes dar mais segurança para futuras entradas em jogos.

Uma equipe vencedora, não se faz apenas com bom material humano e aí vamos passar a condutas que considero fundamentais

 

- PLANEJAMENTO PESSOAL: deve estabelecer metas e motivar seus companheiros, os fazendo acreditar que as metas individuais de cada um e da equipe como um todo são factíveis e incorporar ao grupo o espírito vencedor.

- USAR SEUS TALENTOS: deve ter total consciência de seus talentos naturais e a sua vocação dentro de campo, no sentido de atuar na posição que melhor possa explorar os mesmos. Tem que se conhecer, se entender e se explorar para efetuar aquilo a que se predispõe.

- ESPECIALISTA: todas as aptidões necessárias para o exercício das funções relativas a sua posição devem ser totalmente atendidas e sua vocação integralmente preenchida. Personalidade é fundamental e ser versátil também é importante, por conta do sincronismo de movimentação e/ou mudanças de funções por conta de momento do jogo. Deve ter consciência que é o time que se adapta ao especialista e não o contrário e cansamos de ver isso no futebol e fiquem certos que os treinadores planejam seu esquema de jogo em cima de privilegiar seus especialistas a se destacarem, pois se isso ocorrer a vitória é certa.

- FATOR EMOCIONAL: todo jogador deve entender que nem sempre é possível jogar bem e agradar sua torcida e até mesmo o seu técnico, mas deve se blindar em relação a isto e não se abater por absolutamente nada, pois cada jogo é diferente e se não teve bom desempenho, averiguar quais foram as causas coletivas e, principalmente, a individual. Vivenciar pessoalmente confiança para você é mais importante até que para seus companheiros, pois quem mais deve acreditar em sua capacidade é você mesmo. Futebol é arte e como tal exige leveza e estado mental vencedor e positivo

 

 



LUIZ SERGIO CUNHA

macau

Desde o início • 12+ anos de CANAL
Brasilia/DF

Juvenil


Em 05/05/2020 às 15:04
 

lscunha disse:

5.5 – FUNDAMENTOS PARA O SUCESSO

Todo atleta de ponta possui uma série de atributos comportamentais que explicam seu sucesso e apontamos os principais:

- DETERMINAÇÃO: criar metas para si e ir de encontro aos seus sonhos de forma obstinada e sem qualquer plano B.

É sucesso ou sucesso.

- RESILIÊNCIA: não se abater com insucessos e deles tirar ensinamentos para aprendizagem e aperfeiçoamento. Desafios devem ser enfrentados com força de vontade e treinar por conta própria almejando ser o melhor possível. Os atletas de sucesso, nem sempre são os mais técnicos e habilidosos e o Cristiano Ronaldo é um exemplo clássico disto.

- VERSATILIDADE

Jogadores versáteis, que sabem cumprir várias funções e missões específicas, são preciosidades no futebol.

Zagueiros e centroavantes são mais fixos em suas posições, embora seja imperativo, como colocamos acima, que zagueiros saibam atuar como centroavantes e estes como zagueiros nos casos de necessidade defensiva.

Há certas similaridades para treinamentos de determinadas posições e além dessa dos zagueiros com o centroavante, temos as dos laterais com os atacantes de flancos, entre o volante e os meias e isso é fundamental para o exercício de algo mais aprimorado que a movimentação, que é a rotatividade.

Imagine que numa movimentação, o lateral troque de posição com um meia e nessa posição receba um passe, tendo à frente um vasto corredor livre. Seria burrice ele não se enveredar por esse terreno como meia fosse enquanto aquele momentaneamente ocupe a posição e as responsabilidades de jogo do seu companheiro.

O futebol é muito dinâmico e se um dia chegarmos a praticá-lo com se fosse um moto-contínuo, a versatilidade será o seu combustível.

- REGULARIDADE

É uma preciosidade ter no elenco, jogadores que sempre joguem bem, mesmo que não sejam os que façam a diferença, pois isso garante ao treinador uma certa tranquilidade e confiança no seu time.

 

Gosto de treinadores que escalem seus times de acordo com os adversários e suas estratégias de jogo e por isto mudam sua escalação e a movimentação, com o objetivo de surpreender o adversário.

Jogadores que não possuem regularidade alta de atuações, se sentem inseguros com eventuais novos companheiros e acabam lhes passando esse sentimento, prejudicando muito o entrosamento da equipe, pois esses novos companheiros ficam também inseguros e até mesmo perdidos e se transformam  num risco, o qual deve ser muito bem calculado e debatido na concentração, na palestra na noite de véspera do jogo para ver se foi naturalmente absorvida e no caso de incerteza, a mesma não deve iniciar a partida e aguardar se será necessária durante a mesma e efetuada como  uma substituição esquemática.

Fazer substituições adequadas durante o desenrolar de uma partida, por motivos de cansaço, risco de segundo cartão amarelo, rendimento técnico ou mesmo indisposição física.

Quando se tem as categorias de base seguindo a mesma cartilha tática do time principal, algumas modificações da formação inicial, se tornam mais seguras de serem realizadas e muitas vezes se pega um titular versátil para o colocar em outro posicionamento em que esteja qualificado para atuar satisfatoriamente e se coloca no lugar do mesmo um reserva com suas mesmas características para executar a função específica da posição.

Conforme estiver o placar do jogo, o treinador deve oportunizar substituições planejadas nos últimos 20/15 minutos para ver como os reservas reagem a essas oportunidades, além de lhes dar mais segurança para futuras entradas em jogos.

Uma equipe vencedora, não se faz apenas com bom material humano e aí vamos passar a condutas que considero fundamentais

 

- PLANEJAMENTO PESSOAL: deve estabelecer metas e motivar seus companheiros, os fazendo acreditar que as metas individuais de cada um e da equipe como um todo são factíveis e incorporar ao grupo o espírito vencedor.

- USAR SEUS TALENTOS: deve ter total consciência de seus talentos naturais e a sua vocação dentro de campo, no sentido de atuar na posição que melhor possa explorar os mesmos. Tem que se conhecer, se entender e se explorar para efetuar aquilo a que se predispõe.

- ESPECIALISTA: todas as aptidões necessárias para o exercício das funções relativas a sua posição devem ser totalmente atendidas e sua vocação integralmente preenchida. Personalidade é fundamental e ser versátil também é importante, por conta do sincronismo de movimentação e/ou mudanças de funções por conta de momento do jogo. Deve ter consciência que é o time que se adapta ao especialista e não o contrário e cansamos de ver isso no futebol e fiquem certos que os treinadores planejam seu esquema de jogo em cima de privilegiar seus especialistas a se destacarem, pois se isso ocorrer a vitória é certa.

- FATOR EMOCIONAL: todo jogador deve entender que nem sempre é possível jogar bem e agradar sua torcida e até mesmo o seu técnico, mas deve se blindar em relação a isto e não se abater por absolutamente nada, pois cada jogo é diferente e se não teve bom desempenho, averiguar quais foram as causas coletivas e, principalmente, a individual. Vivenciar pessoalmente confiança para você é mais importante até que para seus companheiros, pois quem mais deve acreditar em sua capacidade é você mesmo. Futebol é arte e como tal exige leveza e estado mental vencedor e positivo

 

 

Todas as observações que vc fez são muito importantes. Mas acho que só agora estamos despertando para o fator decisivo no futebol organizado que é, um deles, ter um bom CT.

Nesse espaço, os jogadores têm acesso a todo um trabalho planejado, que leve em conta, entre outras coisas e como vc mesmo mostra, um estilo de jogo comum entre as categorias de base e o profissional.

O que me chama muito a atenção nesse aspecto é como outras equipes de menor porte, parte delas do nordeste, já apostaram no CT e reforçam a preocupação com a melhoria do fundamento, o passe, o domínio da bola, a movimentação progressiva.

E como ainda estamos atrasados neste quesito. 

 



lscunha

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 05/05/2020 às 15:56
 

Amigo Macau,

na última etapa desse manual, que tenho intençõ de legar ao Botafogo, se assim desejare,, tem todo um planejamento para nossas categorias de base, que são findamentais para o nosso futuro.

 

para isto o CT é a coluna de sustentação de todo o nosso futuro.

é um trabalho amplo e profundoe como proponho, será um investimento alto, mas muito bom para investidores.

se quiser dar uma olhada e comentar o mesmo, criticando os pontos que achar que faltaram ou que são utopias. me confirme através do e-mail : lscunha@terra.com.br, que lhe mandarei todo o projeto.

abraços,

lscunha 





LUIZ SERGIO CUNHA

macau

Desde o início • 12+ anos de CANAL
Brasilia/DF

Juvenil


Em 05/05/2020 às 21:57
 

lscunha disse:

Amigo Macau,

na última etapa desse manual, que tenho intençõ de legar ao Botafogo, se assim desejare,, tem todo um planejamento para nossas categorias de base, que são findamentais para o nosso futuro.

 

para isto o CT é a coluna de sustentação de todo o nosso futuro.

é um trabalho amplo e profundoe como proponho, será um investimento alto, mas muito bom para investidores.

se quiser dar uma olhada e comentar o mesmo, criticando os pontos que achar que faltaram ou que são utopias. me confirme através do e-mail : lscunha@terra.com.br, que lhe mandarei todo o projeto.

abraços,

lscunha 


Certo, Iscunha.

Vou olhar e te respondo.

Parabéns pela iniciativa!

SA, 



camisa_7

Desde 05/2016 • 4 anos de CANAL
AC

Garrincha


Em 07/05/2020 às 01:09
 

macau disse:
lscunha disse:

5.5 – FUNDAMENTOS PARA O SUCESSO

Todo atleta de ponta possui uma série de atributos comportamentais que explicam seu sucesso e apontamos os principais:

- DETERMINAÇÃO: criar metas para si e ir de encontro aos seus sonhos de forma obstinada e sem qualquer plano B.

É sucesso ou sucesso.

- RESILIÊNCIA: não se abater com insucessos e deles tirar ensinamentos para aprendizagem e aperfeiçoamento. Desafios devem ser enfrentados com força de vontade e treinar por conta própria almejando ser o melhor possível. Os atletas de sucesso, nem sempre são os mais técnicos e habilidosos e o Cristiano Ronaldo é um exemplo clássico disto.

- VERSATILIDADE

Jogadores versáteis, que sabem cumprir várias funções e missões específicas, são preciosidades no futebol.

Zagueiros e centroavantes são mais fixos em suas posições, embora seja imperativo, como colocamos acima, que zagueiros saibam atuar como centroavantes e estes como zagueiros nos casos de necessidade defensiva.

Há certas similaridades para treinamentos de determinadas posições e além dessa dos zagueiros com o centroavante, temos as dos laterais com os atacantes de flancos, entre o volante e os meias e isso é fundamental para o exercício de algo mais aprimorado que a movimentação, que é a rotatividade.

Imagine que numa movimentação, o lateral troque de posição com um meia e nessa posição receba um passe, tendo à frente um vasto corredor livre. Seria burrice ele não se enveredar por esse terreno como meia fosse enquanto aquele momentaneamente ocupe a posição e as responsabilidades de jogo do seu companheiro.

O futebol é muito dinâmico e se um dia chegarmos a praticá-lo com se fosse um moto-contínuo, a versatilidade será o seu combustível.

- REGULARIDADE

É uma preciosidade ter no elenco, jogadores que sempre joguem bem, mesmo que não sejam os que façam a diferença, pois isso garante ao treinador uma certa tranquilidade e confiança no seu time.

 

Gosto de treinadores que escalem seus times de acordo com os adversários e suas estratégias de jogo e por isto mudam sua escalação e a movimentação, com o objetivo de surpreender o adversário.

Jogadores que não possuem regularidade alta de atuações, se sentem inseguros com eventuais novos companheiros e acabam lhes passando esse sentimento, prejudicando muito o entrosamento da equipe, pois esses novos companheiros ficam também inseguros e até mesmo perdidos e se transformam  num risco, o qual deve ser muito bem calculado e debatido na concentração, na palestra na noite de véspera do jogo para ver se foi naturalmente absorvida e no caso de incerteza, a mesma não deve iniciar a partida e aguardar se será necessária durante a mesma e efetuada como  uma substituição esquemática.

Fazer substituições adequadas durante o desenrolar de uma partida, por motivos de cansaço, risco de segundo cartão amarelo, rendimento técnico ou mesmo indisposição física.

Quando se tem as categorias de base seguindo a mesma cartilha tática do time principal, algumas modificações da formação inicial, se tornam mais seguras de serem realizadas e muitas vezes se pega um titular versátil para o colocar em outro posicionamento em que esteja qualificado para atuar satisfatoriamente e se coloca no lugar do mesmo um reserva com suas mesmas características para executar a função específica da posição.

Conforme estiver o placar do jogo, o treinador deve oportunizar substituições planejadas nos últimos 20/15 minutos para ver como os reservas reagem a essas oportunidades, além de lhes dar mais segurança para futuras entradas em jogos.

Uma equipe vencedora, não se faz apenas com bom material humano e aí vamos passar a condutas que considero fundamentais

 

- PLANEJAMENTO PESSOAL: deve estabelecer metas e motivar seus companheiros, os fazendo acreditar que as metas individuais de cada um e da equipe como um todo são factíveis e incorporar ao grupo o espírito vencedor.

- USAR SEUS TALENTOS: deve ter total consciência de seus talentos naturais e a sua vocação dentro de campo, no sentido de atuar na posição que melhor possa explorar os mesmos. Tem que se conhecer, se entender e se explorar para efetuar aquilo a que se predispõe.

- ESPECIALISTA: todas as aptidões necessárias para o exercício das funções relativas a sua posição devem ser totalmente atendidas e sua vocação integralmente preenchida. Personalidade é fundamental e ser versátil também é importante, por conta do sincronismo de movimentação e/ou mudanças de funções por conta de momento do jogo. Deve ter consciência que é o time que se adapta ao especialista e não o contrário e cansamos de ver isso no futebol e fiquem certos que os treinadores planejam seu esquema de jogo em cima de privilegiar seus especialistas a se destacarem, pois se isso ocorrer a vitória é certa.

- FATOR EMOCIONAL: todo jogador deve entender que nem sempre é possível jogar bem e agradar sua torcida e até mesmo o seu técnico, mas deve se blindar em relação a isto e não se abater por absolutamente nada, pois cada jogo é diferente e se não teve bom desempenho, averiguar quais foram as causas coletivas e, principalmente, a individual. Vivenciar pessoalmente confiança para você é mais importante até que para seus companheiros, pois quem mais deve acreditar em sua capacidade é você mesmo. Futebol é arte e como tal exige leveza e estado mental vencedor e positivo

 

 

Todas as observações que vc fez são muito importantes. Mas acho que só agora estamos despertando para o fator decisivo no futebol organizado que é, um deles, ter um bom CT.

Nesse espaço, os jogadores têm acesso a todo um trabalho planejado, que leve em conta, entre outras coisas e como vc mesmo mostra, um estilo de jogo comum entre as categorias de base e o profissional.

O que me chama muito a atenção nesse aspecto é como outras equipes de menor porte, parte delas do nordeste, já apostaram no CT e reforçam a preocupação com a melhoria do fundamento, o passe, o domínio da bola, a movimentação progressiva.

E como ainda estamos atrasados neste quesito. 

 


Além disso, o CT facilita bastante essa integração entre base e profissional.

 

 

Em tempo, parabéns por mais uma coluna excelente, lscunha. As temáticas, além de serem, incontestavelmente, importantíssimas, sào muito bem abordadas. Abs.



lscunha

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
Blumenau/SC

Garrincha


Em 07/05/2020 às 10:18
 

obrigado camisa 7, mas creia que o mais importante nesse momento são as críticas e sugestões.

ficaria grato.

abraços,

lscunha 





LUIZ SERGIO CUNHA

 
Páginas:

Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas