Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas:
lscunha
  I- projeções e infiltrações

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
blumenau/SC

Garrincha


Em 06/01/2020 às 15:02

I – PROJEÇÕES E INFILTRAÇÕES

Há quem ache as duas a mesma coisa, mas faço uma diferenciação, pois projeção para mim é alguém que tem uma usual função defensiva ou de criação, se lançar numa função ofensiva em uma eventual ação e já a infiltração vejo como a ação de quem quer que seja tentar superar a linha defensiva do adversário.

É muito comum também a expressão “veio de trás”, para o defensor ou meio campista que invadiu a área adversária, procurando receber a bola para finalizar.

Essa ação, independente do nome é muito utilizada como elemento surpresa, mas pode ser bloqueada se a visualização da mesma for percebida e impedido sua continuidade e os recursos mais adequados são o deslocamento legal do adversário com uso do tranco ou a malandragem da obstrução, que bem executado, passa até a ideia de que o marcador foi ilicitamente atropelado pelo adversário

Eu acho a ação de projeção e/ou infiltração mortífera, nos casos de cruzamentos pelas laterais do campo, pois as mesmas permitirão ao agressor de forma legal, chegar na bola antes do adversário e assim criar uma clara situação de gol.

As ações mais bem sucedidas são aquelas em que alguém se infiltra na diagonal e se torna mortífera quando um jogador a faz numa ação de vir da lateral para o centro da área e simultaneamente um outro companheiro se desloca do centro para essa mesma lateral numa movimentação em que oferece ao lançador duas opções de passe.

Num time bem encaixado, seus jogadores não se escondem sob a marcação, mas se movimentam para assim oferecerem opções a quem está com a bola.

Os grandes jogadores em assistências, sempre enfiam a bola na área que está desprotegida e os atacantes, ao iniciar o movimento de lançamento, já partem para esses espaços vazios, pois receberão a bola em vantagem e posicionamento e na cara do gol.

Hoje o passe endereçado ao companheiro, na posição em que se encontra, quase não é mais possível de ser executado, face a marcação rígida que sofrem dos defensores e assim, o lançador endereça a bola, para um ponto adequado de alcance do companheiro, que inclusive tem a vantagem de chegar na bola já de frente para o gol e sem ou quando muito, grau baixo de dificuldade de domínio da mesma, naquilo que o saudoso Cláudio Coutinho denominava de ponto futuro.



LUIZ SERGIO CUNHA

FOGÃO V.R.

Desde 01/2012 • 8 anos de CANAL
Volta Redonda/RJ

Garrincha


Em 10/01/2020 às 08:21
 

Lembrei do famoso overlapping,do Cláudio Coutinho,na copa de 78.
O lateral ultrapassava o ponta para chegar de surpresa na linha de fundo.


lscunha

Desde 12/2007 • 12 anos de CANAL
blumenau/SC

Garrincha


Em 10/01/2020 às 08:31
 

isto mesmo. o liverpool faz nesse momento de forma muito inteligente. hoje, quando se faz a aproximação na área, os atacantes já se posicionam para girar e os armadores, escolhem o espaço para enfiarem a bola. os zagueiros são mais lentos e também têm que girrar e aí apelam para a falta e tem nuitos casos que nem isso dá para fazer.

obrigado pela colaboração.

lscunha 





LUIZ SERGIO CUNHA

Sonic

Desde o início • 12+ anos de CANAL
Duque de Caxias/RJ

Garrincha


Em 11/01/2020 às 00:22
 

Uma coisa que dificulta esse tipo de jogada é a falta daquele meia de bom passe... aquele cara que enxerga o deslocamento dos companheiros em espaços vazios.

Hoje em dia vemos muito mais corredores do que passadores. 





Feliz "pacaraca"

 
Páginas:

Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas