Fórum CANALBOTAFOGO
Tópico de discussão

 
Páginas: >> 
Nicanor Passos
  SUPERLIGA; E se fosse no Brasil, o Botafogo estaria de fora?

Desde 09/2020
Goiânia/GO

Garrincha


Em 19/04/2021 às 10:52

Por Redação do ge — Paris

19/04/2021 08h59  Atualizado há 28 minutos


Um dia depois de 12 gigantes europeus oficializarem a criação de uma superliga europeia, alguns atletas em atividade no continente começaram a se manifestar de forma crítica à iniciativa. O atacante Richarlison, do Everton, o meia Ander Herrera, do PSG, e o atacante Podolski, do Antalyaspor, foram alguns dos jogadores a se mostrar contrários ao projeto.

O brasileiro Richarlison endossou uma dura crítica feita pelo ex-jogador Gary Neville e uma publicação feita por Özil.

Richarlison endossou crítica de Özil à Superliga — Foto: Reprodução/Twitter

Richarlison endossou crítica de Özil à Superliga — Foto: Reprodução/Twitter

Ander Herrera foi quem puxou a fila entre os jogadores de elite e publicou um texto em suas redes sociais, no qual fala em "fim de sonhos" para os torcedores de clubes menores e indica um "roubo" do esporte por parte dos ricos.

- Amo o futebol e não posso ficar calado diante disso. Acredito em uma Champions melhorada, mas não que os ricos roubem o que o povo criou, que não é outra coisa além do esporte mais bonito do planeta - declarou Herrera.

Ex-jogador do Manchester United, um dos 12 clubes fundadores da superliga, Ander Herrera hoje está no PSG, que recusou participar da competição e é um entusiasta da reforma da Liga dos Campeões. Outro atleta em atividade em um grande clube europeu a se manifestar foi o meia Özil, que atuou em gigantes como Arsenal e Real Madrid - outros dois fundadores - e hoje está no Fenerbahçe.

- As crianças crescem sonhando em ganhar a Copa do Mundo e a Liga dos Campeões - não uma Superliga. O prazer dos grandes jogos é que eles acontecem apenas uma ou duas vezes por ano, não todas as semanas. Realmente difícil de entender para todos os fãs de futebol - escreveu Özil em suas redes sociais.

O atacante Podolski, ex-jogador de Bayern de Munique e Arsenal, também foi crítico à criação de uma nova competição por parte dos gigantes. Campeão do mundo com a Alemanha em 2014, o jogador chamou de "nojento" o projeto que foi anunciado no último domingo.

- Hoje acordo com notícias malucas! Um insulto à minha crença: futebol é felicidade, liberdade, paixão, torcida e é para todos. Este projeto é nojento, não é justo e estou desapontado em ver os clubes que representei envolvidos. Lute contra isso! #paremasuperliga

 

Sindicato diz que defenderá direitos dos jogadores

 

A FIFPro, sindicato mundial de jogadores de futebol profissionais, divulgou uma nota oficial com duras críticas à criação da nova competição, manifestando preocupação com o impacto em toda a estrutura do esporte, incluindo a carreira dos jogadores. No comunicado, a entidade fala em "danos irreparáveis" caso não haja uma cooperação entre torneios nacionais e internacionais.

A organização indica que a ruptura é o reflexo de "um governo em que alguns gozaram de poderes desproporcionais", enquanto jogadores e trocedores foram esquecdidos. E afirma que tentará proteger os atletas de quaisquer decisão que tire seus direitos - a Fifa cogitou, por exemplo, proibir jogadores de defenderem suas seleções caso participem da Superliga.

- Os jogadores continuam a ser usados ​​como ativos e alavancas nessas negociações. Isso é inaceitável para a FIFPro, nossas 64 associações nacionais de jogadores e os 60 mil jogadores que representamos. Iremos nos opor veementemente a medidas de qualquer um dos lados que impeçam os direitos dos jogadores, como a exclusão de suas seleções - diz.

    PetFonseca

    Desde 02/2012 • 9 anos de CANAL
    Rio de Janeiro/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 11:12
     

    Nicanor Passos disse:

    Por Redação do ge — Paris

    19/04/2021 08h59  Atualizado há 28 minutos


    Um dia depois de 12 gigantes europeus oficializarem a criação de uma superliga europeia, alguns atletas em atividade no continente começaram a se manifestar de forma crítica à iniciativa. O atacante Richarlison, do Everton, o meia Ander Herrera, do PSG, e o atacante Podolski, do Antalyaspor, foram alguns dos jogadores a se mostrar contrários ao projeto.

    O brasileiro Richarlison endossou uma dura crítica feita pelo ex-jogador Gary Neville e uma publicação feita por Özil.

    Richarlison endossou crítica de Özil à Superliga — Foto: Reprodução/Twitter

    Richarlison endossou crítica de Özil à Superliga — Foto: Reprodução/Twitter

    Ander Herrera foi quem puxou a fila entre os jogadores de elite e publicou um texto em suas redes sociais, no qual fala em "fim de sonhos" para os torcedores de clubes menores e indica um "roubo" do esporte por parte dos ricos.

    - Amo o futebol e não posso ficar calado diante disso. Acredito em uma Champions melhorada, mas não que os ricos roubem o que o povo criou, que não é outra coisa além do esporte mais bonito do planeta - declarou Herrera.

    Ex-jogador do Manchester United, um dos 12 clubes fundadores da superliga, Ander Herrera hoje está no PSG, que recusou participar da competição e é um entusiasta da reforma da Liga dos Campeões. Outro atleta em atividade em um grande clube europeu a se manifestar foi o meia Özil, que atuou em gigantes como Arsenal e Real Madrid - outros dois fundadores - e hoje está no Fenerbahçe.

    - As crianças crescem sonhando em ganhar a Copa do Mundo e a Liga dos Campeões - não uma Superliga. O prazer dos grandes jogos é que eles acontecem apenas uma ou duas vezes por ano, não todas as semanas. Realmente difícil de entender para todos os fãs de futebol - escreveu Özil em suas redes sociais.

    O atacante Podolski, ex-jogador de Bayern de Munique e Arsenal, também foi crítico à criação de uma nova competição por parte dos gigantes. Campeão do mundo com a Alemanha em 2014, o jogador chamou de "nojento" o projeto que foi anunciado no último domingo.

    - Hoje acordo com notícias malucas! Um insulto à minha crença: futebol é felicidade, liberdade, paixão, torcida e é para todos. Este projeto é nojento, não é justo e estou desapontado em ver os clubes que representei envolvidos. Lute contra isso! #paremasuperliga

     

    Sindicato diz que defenderá direitos dos jogadores

     

    A FIFPro, sindicato mundial de jogadores de futebol profissionais, divulgou uma nota oficial com duras críticas à criação da nova competição, manifestando preocupação com o impacto em toda a estrutura do esporte, incluindo a carreira dos jogadores. No comunicado, a entidade fala em "danos irreparáveis" caso não haja uma cooperação entre torneios nacionais e internacionais.

    A organização indica que a ruptura é o reflexo de "um governo em que alguns gozaram de poderes desproporcionais", enquanto jogadores e trocedores foram esquecdidos. E afirma que tentará proteger os atletas de quaisquer decisão que tire seus direitos - a Fifa cogitou, por exemplo, proibir jogadores de defenderem suas seleções caso participem da Superliga.

    - Os jogadores continuam a ser usados ​​como ativos e alavancas nessas negociações. Isso é inaceitável para a FIFPro, nossas 64 associações nacionais de jogadores e os 60 mil jogadores que representamos. Iremos nos opor veementemente a medidas de qualquer um dos lados que impeçam os direitos dos jogadores, como a exclusão de suas seleções - diz.


    Botafogo não sei dizer...

    Mas a mulambada, com certeza, estaria encabeçando a Liga...

     



    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 11:12
     

    Essa é uma questão complexa.

    Afinal essa superliga segue o modelo de imenso sucesso das ligas americanas NFL, NBA,  NHL, MLB.

    Onde os times são sempre os mesmos, não há rebaixamento.



    fidel_garrincha

    Desde 08/2012 • 8 anos de CANAL
    Rio de Janeiro/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 11:31
     

    O Botafogo seria a favor da competição, faria campanha e, no final das contas, seria excluído desta, ficando a ver navios. 

    Botafogo.rj

    Desde 05/2010 • 11 anos de CANAL
    rio de janeiro/RJ

    Profissional


    Em 19/04/2021 às 11:41
     

    fidel_garrincha disse:
    O Botafogo seria a favor da competição, faria campanha e, no final das contas, seria excluído desta, ficando a ver navios. 
    X-1000. Como foi feito na implosão do clube dos 13. Ficamos aos mulambos e dos gambás ! Se essa liga de certo e tem tudo pra dar e bem provável que inventem isso por aqui tbm ! 




    gunarfogo

    Desde 10/2017 • 3 anos de CANAL
    volta redonda/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 12:53
     

    Pra quem não  se lembra o america foi excluído quando criaram o clube dos 13  foram parar na 3 divisão 

    gunarfogo

    Desde 10/2017 • 3 anos de CANAL
    volta redonda/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 12:57
     

    em 1986, o América-RJ fez uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, terminado a competição na terceira colocação. No entanto, no ano seguinte, o Clube dos 13 virou a mesa e criou regras próprias para a disputa do principal campeonato do país, que ganhou o nome de Copa União. De forma arbitrária, o América-RJ foi excluído da elite do futebol brasileiro.

    Por ter se recusado a disputar o módulo amarelo da Copa União de 1987, o América-RJ foi proibido de participar da Primeira Divisão em 1988. Assim, o Diabo passou a quebrar todos os recordes negativos: menor renda, público, pontos ganhos e saldo de gols. Desde então, o Mequinha amarga o ostracismo no cenário nacional


    gunarfogo

    Desde 10/2017 • 3 anos de CANAL
    volta redonda/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 13:06
     

    Foi uma covardia que fizeram com o america coisa repugnante 

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 13:26
     

    alvinegro21 disse:

    Essa é uma questão complexa.

    Afinal essa superliga segue o modelo de imenso sucesso das ligas americanas NFL, NBA,  NHL, MLB.

    Onde os times são sempre os mesmos, não há rebaixamento.


    Mas é difícil fazer esse paralelo...

    Essas vagas aí da NBA, NFL são literalmente compradas por franquias.

     

    Tá muito mais pra uma relação comercial mesmo do que a de torcedor de futebol (não por acaso os 'cabeças' do movimento, exceto pelos espanhois, são times com proprietários investidores que tem poucos vínculos com o clube fora do financeiro).

    Tanto que os times das ligas americanas mudam de cidades e estados e até nomes sem o menor constrangimento. São literalmente vagas pagas destinadas a fechar um calendário.

     

    Olha o Seattle... foi comprado, mudaram pra Oklahoma, mudaram de nome, de cor, de escudo.

    Hornets mesma coisa... foi pra New Orleans, mudou de nome pra Bobcats, voltou pra Charlotte, New Orleans ficou com a vaga, pegaram outra....

     

    Nâo acho que se adeque à relação centenária do futebol. 





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 13:31
     

    Botafogo.rj disse:
    fidel_garrincha disse:
    O Botafogo seria a favor da competição, faria campanha e, no final das contas, seria excluído desta, ficando a ver navios. 
    X-1000. Como foi feito na implosão do clube dos 13. Ficamos aos mulambos e dos gambás ! Se essa liga de certo e tem tudo pra dar e bem provável que inventem isso por aqui tbm ! 


    Não acho que essa liga vá dar certo... Nunca que a Fifa e a UEFA vão deixar passar esse procedente. Mais provável eles punirem se continuarem com esse papo (p ex, proibirem jogadores desses times de jogarem Copa do MUndo ou mesmo liberarem os contratos).

    Há muito rejeição de torcedores dos próprios clubes, inclusive (vi gente famosa e importante do Liverpool e United falando fortemente contra - clubes centenários e origens humildes).





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    juliomelo

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    São Luís/MA

    Profissional


    Em 19/04/2021 às 14:05
     

    Cada clube vai receber 350Mi de euros para se associar, JP morgan-banco americano- envolvido na história. Pelo q entendi é

    uma tentativa de NBA do futebol europeu.

    Esses clubes tão apostando q eles se garantem financeiramente(estão certos, o mercado deles é global. vão poder com essa turbinada de grana contratar a nata)

    É um rompimento com a fifa e uefa com o objetivos de dar um salto no faturamento.

    A decisão de rompimento já tá tomada. 

    Os clubes entendem que a fifa/uefa ganham muito, aqui tou de acordo.

    As estruturas do futebol atual parecem q vão desabar.

    No mínimo eles vão conseguir mais dinheiro da uefa, mas parece q eles não tão bricando, não é chantagem tpara conseguir mais.

    Cenas do próximo capítulo...........



    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 14:34
     

    Eu vejo a Fifa e UEFA com muitas cartas na manga ainda. O Salah, p ex, tem contrato com o Liverpool garantido pelas regras da Fifa, como valor da multa, duração, etc. Se a Fifa pune o Liverpool ou se esse deixa de estar sob as normas da Fifa, qq outro clube pode chegar no Salah e trazer 'só pelo salário'.

    Além disso, a Fifa estabelece, sei lá... só joga Copa do Mundo quem tá em time vinculado a Fifa. Neymar, Mbappe, Lewandowski, Halland vão querer sair de PSG, Borussia e Bayern pra arriscar essa  liga nova? Pode ter um movimento de vários jogadores indo pra liga e cagando pra Copa? Até pode, mas não acho provável, pq pode implodir, tu ficar perdido ali, e os caras ainda vão ter muito time rico que permite Copa (PSG,  Bayern, Benfica, Borussia, RB Leipzig, Everton, VAlencia, Lyon, Shakthar, Napoli, etc).   

     

    Fora o que o Ozil falou, né....

     

    Barcelona x United e Real x City, Juventus x Chelsea é bom pq é eventual, é um cruzamento de Champions, acontece a cada 2 ou 3 anos e olhe lá.... 

     

    Vai virar jogo pra cumprir tabela 2x por ano na fase de grupo, já perde muito o apelo. 





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 15:53
     

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/membro-do-comite-executivo-da-uefa-defende-exclusao-de-real-city-e-chelsea-da-semifinal-da-champions.ghtml

     

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/gigantes-europeus-querem-criar-um-novo-torneio-continental-em-substituicao-a-liga-dos-campeoes.ghtml





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 15:54
     

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/presidente-da-uefa-confirma-ameaca-de-punicoes-a-jogadores-que-disputarem-superliga-europeia.ghtml

     

    O segundo link era pra ser esse aqui, da ameaça de punição. 





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 16:09
     

    Assunto complexo.

    Daqui seis meses eu formo minha opinião. 





    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 16:15
     

    SUPERLIGA; E se fosse no Brasil, o Botafogo estaria de fora?

     

    Hoje, nacionalmente, Botafogo é um bairro. 





    things are happening

    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 16:23
     

    Eu não tenho uma opinião formada sobre o assunto. Confesso que publiquei o post apenas para ver as opiniões dos colegas a respeito - embora, sem análise aprofundada, acho que se trata de mais criação de uma nova entidade para fazer com que os ricos fiquem cada vez mais ricos e os pobres, mais pobres do que verdadeiramente são. Ou seja: mera lei da cadeia alimentar - quem tem a boca maior, engole o que tem boca menor. O post, portanto, interessa mais ao Nicanor (que não tem opinião formada sobre o assunto) do que aos demais foristas. Pelo menos serve-me para ter "um norte" acerca da questão.


    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 16:45
     

    Msb disse:

    Assunto complexo.

    Daqui seis meses eu formo minha opinião. 


    Mas fico feliz de as pessoas estarem discutindo o acúmulo de capitais, como a distribuição de renda é mais interessante, como apenas pensar no dinheiro pode estragar as relações... etc, etc...

    Mas não tem como discutir isso sem ser politizado.

    E,  se polítizar, algumas pessoas se ofendem, por mais que a pessoa que mais se ofensa esteja apenas administrando fakes, ainda assim... 





    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 16:59
     

    vini-s disse:

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/membro-do-comite-executivo-da-uefa-defende-exclusao-de-real-city-e-chelsea-da-semifinal-da-champions.ghtml

     

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/gigantes-europeus-querem-criar-um-novo-torneio-continental-em-substituicao-a-liga-dos-campeoes.ghtml


    O segundo link é a UEFA acusando o golpe. Pegou ar.

     

    Acho que se pudessem impedir, ela não teria saído do papel. 





    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 17:06
     

    BLOG DO PVC
    TOPO
    Por PVC

    Futebol em todas as plataformas

    Silvio Berlusconi foi idealista da Superliga há 35 anos e composição política levou à atual Champions
     
    Pecado mortal desta nova tentativa é acabar com o mérito esportivo
    Rio de Janeiro

    19/04/2021 12h35  Atualizado há 4 horas



    A primeira vez que se ouviu falar em Superliga Europeia, a voz era de Silvio Berlusconi. Magnata das comunicações da Itália, o futuro primeiro-ministro comprou e organizou o Mundialito de Clubes em 1983. Gostou da brincadeira e comprou o Milan, depois de tentar a aquisição da Internazionale, em 1986. Ainda no processo de compra, Berlusconi levantou a voz e propôs o rompimento com a Uefa. Nasceria a Superliga dos clubes europeus.

    O Milan saiu da falência para o bicampeonato europeu, vencido em 1989 contra o Steaua Bucareste e em 1990 contra o Benfica. Berlusconi queria mais. Na época, o grupo dos poderosos não incluía os ingleses, mas o Olympique de Marselha, do senador Bernard Tapie, e o Real Madrid, pentacampeão espanhol.

    O resultado das ameaças de Superliga no final da década de 1980 levou à criação da Champions League, em 1992. Assim, como conhecemos, ela foi sendo reformada a cada tentativa de ruptura, até ter não apenas os campeões nacionais, mas os quatro melhores das ligas da Itália, Inglaterra, Espanha e Alemanha.


    Ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi vai prestar serviços comunitários


    A ruptura atual tem requintes, como o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, trair o presidente da Uefa, Aleksandr Ceferin, padrinho de sua filha. Certamente, os dirigentes de doze dos maiores clubes europeus não esperavam tanta oposição. Mas há quem julgue que pode dar certo: "Os doze têm mais poder do que outros doze milhões de clubes", pensa o analista italiano, Enzo Palladini.

    É possível que avance, mas ainda deixa a aparência de que haverá composição. A missão será do novo diretor da Uefa, Zvonimir Boban, campeão da Champions pelo Milan, em 1994. Será dele a tarefa de negociar, para que uma nova Champions League, outra vez turbinada, agrade os grandes e os faça desistir da ruptura. Como fez Berlusconi, na década de 1990, apesar de jamais desistir da ideia da Superliga.




    things are happening

    Melhor da Pavuna

    Desde 12/2018 • 2 anos de CANAL
    RIo de Janeiro/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 17:21
     

    alvinegro21 disse:

    Essa é uma questão complexa.

    Afinal essa superliga segue o modelo de imenso sucesso das ligas americanas NFL, NBA,  NHL, MLB.

    Onde os times são sempre os mesmos, não há rebaixamento.


    Por isso sou a favor, o sistema de franquia é o melhor de longe...




    Negociação da S/A:
    - então, queremos que vcs paguem 1 bilhão em dívidas e continuem sustentando a suana, Remo e outras inutilidades. Pra não acharem que ainda somos amadores, vamos chamar isso de royalties. Aí daqui 30 anos vcs nos devolvem o clube sem qualquer dívida para que a gente possa recomeçar o processo de destruição que levou 100 anos. - Sirvieri

    Melhor da Pavuna

    Desde 12/2018 • 2 anos de CANAL
    RIo de Janeiro/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 17:24
     

    PMelhor da Pavuna disse:
    alvinegro21 disse:

    Essa é uma questão complexa.

    Afinal essa superliga segue o modelo de imenso sucesso das ligas americanas NFL, NBA,  NHL, MLB.

    Onde os times são sempre os mesmos, não há rebaixamento.


    Por isso sou a favor, o sistema de franquia é o melhor de longe...

    Porém entendo que se fosse no Brasil hoje, o Botafogo estaria de fora.




    Negociação da S/A:
    - então, queremos que vcs paguem 1 bilhão em dívidas e continuem sustentando a suana, Remo e outras inutilidades. Pra não acharem que ainda somos amadores, vamos chamar isso de royalties. Aí daqui 30 anos vcs nos devolvem o clube sem qualquer dívida para que a gente possa recomeçar o processo de destruição que levou 100 anos. - Sirvieri

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 17:31
     

    Msb disse:
    BLOG DO PVC
    TOPO
    Por PVC

    Futebol em todas as plataformas

    Silvio Berlusconi foi idealista da Superliga há 35 anos e composição política levou à atual Champions
     
    Pecado mortal desta nova tentativa é acabar com o mérito esportivo
    Rio de Janeiro

    19/04/2021 12h35  Atualizado há 4 horas



    A primeira vez que se ouviu falar em Superliga Europeia, a voz era de Silvio Berlusconi. Magnata das comunicações da Itália, o futuro primeiro-ministro comprou e organizou o Mundialito de Clubes em 1983. Gostou da brincadeira e comprou o Milan, depois de tentar a aquisição da Internazionale, em 1986. Ainda no processo de compra, Berlusconi levantou a voz e propôs o rompimento com a Uefa. Nasceria a Superliga dos clubes europeus.

    O Milan saiu da falência para o bicampeonato europeu, vencido em 1989 contra o Steaua Bucareste e em 1990 contra o Benfica. Berlusconi queria mais. Na época, o grupo dos poderosos não incluía os ingleses, mas o Olympique de Marselha, do senador Bernard Tapie, e o Real Madrid, pentacampeão espanhol.

    O resultado das ameaças de Superliga no final da década de 1980 levou à criação da Champions League, em 1992. Assim, como conhecemos, ela foi sendo reformada a cada tentativa de ruptura, até ter não apenas os campeões nacionais, mas os quatro melhores das ligas da Itália, Inglaterra, Espanha e Alemanha.


    Ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi vai prestar serviços comunitários


    A ruptura atual tem requintes, como o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, trair o presidente da Uefa, Aleksandr Ceferin, padrinho de sua filha. Certamente, os dirigentes de doze dos maiores clubes europeus não esperavam tanta oposição. Mas há quem julgue que pode dar certo: "Os doze têm mais poder do que outros doze milhões de clubes", pensa o analista italiano, Enzo Palladini.

    É possível que avance, mas ainda deixa a aparência de que haverá composição. A missão será do novo diretor da Uefa, Zvonimir Boban, campeão da Champions pelo Milan, em 1994. Será dele a tarefa de negociar, para que uma nova Champions League, outra vez turbinada, agrade os grandes e os faça desistir da ruptura. Como fez Berlusconi, na década de 1990, apesar de jamais desistir da ideia da Superliga.


    Esse situação só mostra como é tudo volátil.

     

    Anos 80 e 90 os times da Itália eram os tops do mundo mesmo... até Roma, Udinese, Parma, etc, pegavam titular do Manchester, do  Bayern, do Liverpool. Inter e Milan, então, era piada, eram o Real Madrid da época. Escolhiam os 3 melhores de uma seleção européia e era isso (Holanda/Alemanha).

    Li alguns livros de jogadores ingleses dessa época e os caras jogavam na INglaterra pensando em crescer na carreira pra ir pra Itália, tipo Gascoigne que foi pra Lazio no ápice. 

     

    Hoje, só a Juve tá bem. 

     

    Próprio Tottenham estar nessa lista dos 12 já é bizarro... TEm pelo menos uns 5 times ingleses que ganharam a liga mais recente que eles, que foi em 1961 (Leicester, Blackburn, Leeds, Derby County, etc). Fora Aston Villa e Nottingham Forest que já ganharam mais Champions que Arsenal, Atletico e Chelsea. 





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 17:36
     

    Melhor da Pavuna disse:
    alvinegro21 disse:

    Essa é uma questão complexa.

    Afinal essa superliga segue o modelo de imenso sucesso das ligas americanas NFL, NBA,  NHL, MLB.

    Onde os times são sempre os mesmos, não há rebaixamento.


    Por isso sou a favor, o sistema de franquia é o melhor de longe...


    Se pensar em faturamente e entretenimento, sim.

    Mas futebol é paixão, não vejo como tratar dessa forma. A forma como foi nos ultimos 100 anos já impede que adote esse rito.

    Esportes americanos é só entretenimento mesmo, tirando alguns torcedores dos times de Boston, football de Dallas, fãs do Lakers/Bulls, talvez Yankees, etc. O resto não torce pras franquias, frequenta e tal, ou torce pra times de outros estados, se eles se mudam torcem pra outro mais perto....

    Paixão tem mais até nos esportes universitários pelo fator local do que nos profissionais. 

     

    Alguém aqui ia entra num fórum da Chilli Beans ou do Bobs do seu bairro ou cidade?  





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 18:05
     

    Essa relação que o Vini citou é fundamental. 

    Torcedor não é cliente. 

    O cara que teve um fusca nos anos 70 não necessariamente está com um new beetle hoje.

    Mas o cara que torceu pro Edu no América, torce pro América até hoje.





    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 18:06
     

    Mas a UEFA não tem cara de perder uma boquinha num campeonato assim, que não está estruturado totalmente, mas já tem 2 estruturas prontas: financeira e política.



    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 18:06
     

    Msb disse:

    Essa relação que o Vini citou é fundamental. 

    Torcedor não é cliente. 

    O cara que teve um fusca nos anos 70 não necessariamente está com um new beetle hoje.

    Mas o cara que torceu pro Edu no América, torce pro América até hoje.


    Assim como não conheço nenhum torcedor da Fifa.




    things are happening

    jackson

    Desde 05/2012 • 9 anos de CANAL
    RJ

    Nilton Santos


    Em 19/04/2021 às 19:16
     

    a realidade é a seguinte, o formato do futebol é simplesmente ENFADONHO, 90% dos jogos sao descartaveis, eu mesmo so acompanho a fase de mata-mata da liga dos campeoes, e as ligas nacionais sao iguais os estaduais brasileiros em nivel de competitividade

     

    achei o formato dessa super liga bem interessante, eliminando aqueles times q vao pra UCL so pra levar porrada tipo dinamo de kiev, sparta praga e derivados

    e claramente eles se inspiraram no modelo consagrado das ligas americanas ate no formato de disputa, com duas conferencias de 10 e ainda tera a fase de wild-card(repescagem) antes do playoff, achei otimo, com ctz eu assistirei essa liga desde a fase inicial pq logo no começo ja vai ter jogao toda rodada



    juliomelo

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    São Luís/MA

    Profissional


    Em 19/04/2021 às 19:28
     

    Merdengo, boca e river foram atrás da superliga européia.

    Os caras não deram muita bola para os pobres latinos.



    juliomelo

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    São Luís/MA

    Profissional


    Em 19/04/2021 às 19:31
     

    O objetivo da superliga é um só...mais dindim, a mola do mundo.  Vamos aver a uefa abri as pernas....segue o jogo

     



    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 19:38
     

    jackson disse:

     

    achei o formato dessa super liga bem interessante, eliminando aqueles times q vao pra UCL so pra levar porrada tipo dinamo de kiev, sparta praga e derivados


    Bayern, PSG, Borussia, Napoli, RB Leipizig.

    Te interessou mais PSG x BAyern de semana passada ou Juve x Barça da fase de grupos? 

     





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    vini-s

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 19:49
     

    Sabe por que esse formula não funciona de forma matemática no futebol, como acontece com NFL e NBA?

     

    Se no mesmo horário de um Real x City pela tal Supercopa tiver Botafogo x Cuiabá pela semifinal da Copa do Brasil, ou Botafogo x Flamengo na final da Taça Guanabara, ou Botafogo x Confiança valendo a acesso à série A, eu (e mais um monte de gente, tanto botafoguenses qto mato grossenses e mulambos) vamos assistir o jogo 'menor'.  Pode ter certeza.

    Clientes vão assistir o jogo 'mais estrelado' - que, inclusivve, ao contrário do Basquete, pode ser um jogo pior, como várias finais de Champions sonolentas que tivemos recentemente. 

     

     





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 20:01
     

    vini-s disse:

    Sabe por que esse formula não funciona de forma matemática no futebol, como acontece com NFL e NBA?

     

    Se no mesmo horário de um Real x City pela tal Supercopa tiver Botafogo x Cuiabá pela semifinal da Copa do Brasil, ou Botafogo x Flamengo na final da Taça Guanabara, ou Botafogo x Confiança valendo a acesso à série A, eu (e mais um monte de gente, tanto botafoguenses qto mato grossenses e mulambos) vamos assistir o jogo 'menor'.  Pode ter certeza.

    Clientes vão assistir o jogo 'mais estrelado' - que, inclusivve, ao contrário do Basquete, pode ser um jogo pior, como várias finais de Champions sonolentas que tivemos recentemente. 

     

     


    Tá aí o pessoal que poderia assinar ei+, tnt,  ESPN watch e assinou o CARIOCAO 21 pra provar isso...





    things are happening

    fidel_garrincha

    Desde 08/2012 • 8 anos de CANAL
    Rio de Janeiro/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 21:06
     

    Com todo respeito, mas essa superliga me parece ser um belo campeonato de frescos que, ainda por cima, matou a coisa mais legal do futebol que é o mérito esportivo.

    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 22:06
     

    opinião de quem propõe a liga, apostando no futuro, justamente tentando tornar mais atrativo o "espetáculo".

     

    https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/florentino-perez-diz-que-superliga-europeia-vai-salvar-o-futebol-tem-que-mudar-e-se-adaptar.ghtml

    Florentino Pérez diz que Superliga europeia vai salvar o futebol: "Tem que mudar e se adaptar"

    Presidente do Real Madrid aponta para perda de interesse dos jovens pelo esporte nos últimos anos: "Muitos jogos de baixa qualidade"

     



    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 19/04/2021 às 22:08
     

    vini-s disse:

    Sabe por que esse formula não funciona de forma matemática no futebol, como acontece com NFL e NBA?

     

    Se no mesmo horário de um Real x City pela tal Supercopa tiver Botafogo x Cuiabá pela semifinal da Copa do Brasil, ou Botafogo x Flamengo na final da Taça Guanabara, ou Botafogo x Confiança valendo a acesso à série A, eu (e mais um monte de gente, tanto botafoguenses qto mato grossenses e mulambos) vamos assistir o jogo 'menor'.  Pode ter certeza.

    Clientes vão assistir o jogo 'mais estrelado' - que, inclusivve, ao contrário do Basquete, pode ser um jogo pior, como várias finais de Champions sonolentas que tivemos recentemente. 

     

     



    meu filho já a tempos prefere um jogo da NFL do que ver o Botafogo jogar. Eu mesmo no ultimo sábado fiquei vendo a NBA em vez de ver o jogo do carioquinha.

     



    jackson

    Desde 05/2012 • 9 anos de CANAL
    RJ

    Nilton Santos


    Em 19/04/2021 às 23:44
     

    vini-s disse:
    jackson disse:

     

    achei o formato dessa super liga bem interessante, eliminando aqueles times q vao pra UCL so pra levar porrada tipo dinamo de kiev, sparta praga e derivados


    Bayern, PSG, Borussia, Napoli, RB Leipizig.

    Te interessou mais PSG x BAyern de semana passada ou Juve x Barça da fase de grupos? 

     


    PSG e bayern foram convidados e n quiseram ir, borrussia, napoli e rb leipzig poderam pelas 5 vagas


    Vini-S

    Desde 02/2016 • 5 anos de CANAL
    Porto Alegre/RS

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 00:54
     

    alvinegro21 disse:
    vini-s disse:

    Sabe por que esse formula não funciona de forma matemática no futebol, como acontece com NFL e NBA?

     

    Se no mesmo horário de um Real x City pela tal Supercopa tiver Botafogo x Cuiabá pela semifinal da Copa do Brasil, ou Botafogo x Flamengo na final da Taça Guanabara, ou Botafogo x Confiança valendo a acesso à série A, eu (e mais um monte de gente, tanto botafoguenses qto mato grossenses e mulambos) vamos assistir o jogo 'menor'.  Pode ter certeza.

    Clientes vão assistir o jogo 'mais estrelado' - que, inclusivve, ao contrário do Basquete, pode ser um jogo pior, como várias finais de Champions sonolentas que tivemos recentemente. 

     

     



    meu filho já a tempos prefere um jogo da NFL do que ver o Botafogo jogar. Eu mesmo no ultimo sábado fiquei vendo a NBA em vez de ver o jogo do carioquinha.

     


    Óbvio, né, Tarso, eu tbm não tô vendo o Carioquinha, e muito jogo da B não vou ver pra ver a Premiere League, como fiz em 2015.

     

    Mas atente pros jogos que eu falei, trocar jogo do Carioca nessa fase, todo mundo troca. Vê qtos Mulambos, colorados e Palmeirenses tricariam a estreia na Libertadores contra algum.time ridículo por um jogo da Champions. 

     

    E já que tu falou da NBA (tbm assisto) e NFL, alguma chance de tu chorar de emoção, ou dar um soco na parede de raiva em algum desses jogos? Pra mim, zero.  





     


    Opinião acima verificada por software. Não aceite fake news. Know-how é respirar fact checking e evitar anglicismos online. 


     

    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 01:08
     

    E já que tu falou da NBA (tbm assisto) e NFL, alguma chance de tu chorar de emoção, ou dar um soco na parede de raiva em algum desses jogos? Pra mim, zero.


    Essa é a melhor parte, só tem o bônus das grandes jogadas, É como ir ao Reina Sofia ver Guernica ou no Prado ver Velasquez, ou melhor Van Gogh em Amsterdam.

     



    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 04:04
     

    F1 é assim também. 

    F1 só tem torcedor do Senna e da Ferrari.

    Fora isso? Todo mundo vê "o campeonato", quem ganhar ganhou, vamos torcer pra estatística.

     

    Eu tenho dificuldade em ver esporte que não me deixa puto 





    things are happening

    Msb

    Desde 12/2019 • 1 ano de CANAL
    Nova Friburgo/RJ

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 04:05
     

    Se você está vendo um esporte e não está puto, você está errado.



    things are happening

    juliomelo

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    São Luís/MA

    Profissional


    Em 20/04/2021 às 07:53
     

    "...O futebol está enfrentando uma divisão que já foi vista em tantos outros esportes, mas que de alguma forma conseguiu evitar em seus 150 anos de história.

    A grande pirâmide global - que vai do clube de base mais baixo ao topo do esporte, e aquele troféu da Copa do Mundo gloriosamente elaborado - está para ser destruída. A unidade única do esporte está para acabar, minando uma de suas qualidades mais alegres.

    A grande beleza do futebol é que ele pode ser jogado por qualquer pessoa e se espalhou por todo o mundo, tornando-se uma das atividades culturais mais populares da história. Isso não é exagero, dada a quantidade de fronteiras que atravessa. 

    Ele está prestes a se fechar na ponta, indo contra o próprio espírito do esporte.

    É por isso que figuras proeminentes estão descrevendo a Superliga europeia como "o fim do futebol" como o conhecemos e um "ato de guerra"...."

    Texto do oglobo.

    Acho que essa idéia acabaria com outros clubes.....ia tem um monte de franquias dos superclubes pelo mundo para revelar jogadores.

    liverpool do brasil....barcelona do ceará.....real madrid do rio.

    Tem que acontecer alguma coisa no mundo do futebol mesmo. Vejo meus sobrinhos na faixa de 9 a 14 anos(uns 6) nenhum se 

    interessa por futebol, uns dizem q torcem por determinado clube, mas não "consomem" o futebol. tão nem ai.

    Lembrei de ums dos argumentos do florentino perez, os jovens não se interessam por futebol. É isso mesmo. 

    Segue o jogo................



    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 08:46
     

    Superliga Europeia: o fim do futebol como o conhecemos está apenas começando

    Apesar das críticas generalizadas, clubes permanecem '100% comprometidos' em se separar para formar uma nova competição

    Muita coisa sobre Superliga ainda permaneceu incerta nesta segunda-feira, com muita gente se preparando para uma enorme batalha legal em meio ao choque total no mundo do futebol. Mas figuras-chave na elite do esporte foram muito claras sobre de quem é a culpa. 

    "É um golpe americano no futebol", era o sentimento de uma série de figuras envolvidas. "Ganância americana desenfreada" foi outro comentário. A sensação é que este - provavelmente o momento mais significativo na história da modalidade - é, em última análise, uma tentativa de finalmente trazer a versão esportiva da NFL, uma loja fechada e renda garantida para um grupo de super franquias. Todos na Inglaterra apontavam para os donos dos Seis Grandes, especialmente Manchester United e Liverpool, mas as hierarquias do Real Madrid e da Juventus foram igualmente influentes.

    Presidente da Juventus, Andrea Agnelli era presidente da Associação Europeia de Clubes (ECA), que coordenava as reformas planejadas para a Liga dos Campeões, mas não compareceu ao que foi uma reunião furiosa e turbulenta na noite de domingo. Ele renunciou ao cargo, com os chamados 12 fundadores também deixando a entidade. De qualquer forma, provavelmente seria difícil colocar outras "partes interessadas" na mesma mesa. Os relatos iniciais desse rompimento causaram um choque tão grande, que se fala em relacionamentos irreparáveis e um colapso total de confiança em todo o futebol.

    Isso aponta para a consequência mais profunda e de mais longo alcance dessa controvérsia, que tem tantas ramificações.

    O futebol está enfrentando uma divisão que já foi vista em tantos outros esportes, mas que de alguma forma conseguiu evitar em seus 150 anos de história.

    A grande pirâmide global - que vai do clube de base mais baixo ao topo do esporte, e aquele troféu da Copa do Mundo gloriosamente elaborado - está para ser destruída. A unidade única do esporte está para acabar, minando uma de suas qualidades mais alegres.

    A grande beleza do futebol é que ele pode ser jogado por qualquer pessoa e se espalhou por todo o mundo, tornando-se uma das atividades culturais mais populares da história. Isso não é exagero, dada a quantidade de fronteiras que atravessa. 

    Ele está prestes a se fechar na ponta, indo contra o próprio espírito do esporte.

    É por isso que figuras proeminentes estão descrevendo a Superliga europeia como "o fim do futebol" como o conhecemos e um "ato de guerra". 

    A verdade intragável é que muitos dos mais prejudicados - desde os da Premier League a alguns tomadores de decisão na Uefa, e inúmeros outros nos últimos 30 anos - foram pelo menos parcialmente responsáveis por tornar isso inevitável, possivelmente até lógico.

    Isso não significa que isso seja bom ou algo para apoiar. Não é.

    É apenas uma realidade que a adoção do hipercapitalismo pelo futebol, e a quase total falta de regulamentação com visão de futuro, criou circunstâncias que tornaram isso inevitável. Os mecanismos foram colocados em prática para que um determinado grupo de clubes inflasse a um tamanho tão comercial que ultrapassaria o tamanho do jogo. É por isso que o esporte se tornou atraente para os países que fazem lavagem esportiva e todos os tipos de interesses políticos, por causa desse capital. O esporte já estava ficando bastante perturbado e distorcido. Foi em fevereiro de 2020 que esta mesma publicação escreveu que o futebol estava "quebrado além do reparo".

    Grandes problemas precisavam ser consertados. Mas será que essa "solução" – o termo é usado com sarcasmo – pode funcionar?  

    Ainda há grandes dúvidas sobre como tudo funcionará e até mesmo como começar. 

    A Uefa e as ligas nacionais vão agora lutar contra isso da maneira mais forte possível, tendo condenado nos termos mais veementes possíveis. Os clubes podem ser banidos das competições existentes, e existe a ameaça para os jogadores de que qualquer participação poderá bani-los dos torneios internacionais. Nada está fora de questão, no que pode ser um ponto sem volta. É pelo menos possível que os clubes sejam expulsos esta semana, ou mesmo que a temporada seja suspensa. A Uefa pode ter de coroar um destes três clubes como campeão europeu no próximo mês. Uma potencial piada de mau gosto fim.

    Fontes na Uefa já acreditam que o plano fracassará nas contestações legais. Políticos também se manifestaram fortemente contra ela, e será difícil conseguir acordos de transmissão em vários mercados sem a aprovação de governos individuais.

    Alguns envolvidos afirmam que os planos são tão pouco substanciais que ainda devem ser "uma posição de negociação". Havia algo sombriamente cômico sobre a máscara finalmente escorregar, mas esses mesmos clubes - e figuras como Florentino Perez - falavam de querer "ajudar o futebol em todos os níveis" em meio ao ato de ganância mais descarado da história do futebol.

    A declaração expressa o desejo de trabalhar "com todas as partes interessadas, especialmente os torcedores, conforme os planos para a competição se desenvolvem", mas muitos não querem ter nada a ver com eles. Eles agora só querem punição.

    Muito ainda precisa ser organizado, desde onde vai se encaixar até o modelo de transmissão. E o que dizer de outras incógnitas de longo prazo? As bases de apoio tradicionais concordarão com isso? Isso poderia permitir que os clubes finalmente se tornassem franquias e deixassem seus locais históricos? Está tudo no ar. A rachadura no chão é grande assim.

    Uma das declarações mais significativas pode, na verdade, ser uma das mais fracas: a leve "desaprovação" da Fifa aos planos, o que foi bastante distante da condenação apocalíptica em todos os outros lugares. Ao longo do domingo, muitas figuras argumentaram que seria "tolice" fazer isso sem o endosso da entidade.

    A suspeita impera. Alguns acreditam que isso se encaixaria nos planos da Fifa de criar um torneio de clubes para rivalizar com a Liga dos Campeões e reivindicar parte da imensa receita que gera. O que ainda teremos que ver.

    Isso reflete que, por pura força do tamanho, e do tamanho das quantias envolvidas, os obstáculos podem ser removidos. Os clubes são muito grandes, o dinheiro envolvido é enorme. Como ilustração de como isso pode começar, figuras-chave acreditam que a oposições governamentais podem ser corroídas por meio da promessa de enormes pagamentos de solidariedade para o resto da modalidade e da abertura de cinco posições na parte inferior da competição em si.

    Os clubes também se dizem "100% comprometidos". Na Inglaterra, por exemplo, a insatisfação com os rumos da Premier League é muito grande. Os Seis Grandes (Manchester United, Manchester City, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Tottenham) não confiam em seu desenvolvimento e ficaram frustrados com sua liderança desde o início da crise de Covid-19. O contexto da tragédia da vida real e dos problemas do mundo real, é claro, adicionam outra camada de desagrado. Claro, a declaração da Superliga até menciona isso.

    Os gigantes espanhóis há muito se empenham numa iniciativa como essa. Já em 2014, um diretor estava em um hotel de Londres dizendo abertamente às pessoas que "o Barcelona e o Real Madrid não têm interesse em jogar contra jogadores de times como Osasuna e Athletic Bilbao".

    E há um ponto-chave para isso também.

    A confiança do outro lado é no fato de que muitas pessoas estão interessadas em assistir aos superclubes. Eles estão certos de que todos irão eventualmente entrar em sintonia, que toda oposição será corroída; o que é uma proposta muito glamorosa.

    Isso é fantasioso? Um passo longe demais?

    Outra ironia desta situação é que, assim como a unidade estrutural histórica do futebol foi destruída, a Superliga serviu para unir emocionalmente o futebol de uma maneira nunca vista antes. A crítica em outros lugares tem sido universal.

    A conversa agora é sobre um momento decisivo, um ponto sem volta. Nesse caso, esse plano ainda tem um longo caminho a percorrer.

    O fim do futebol como o conhecemos está apenas começando.

     

     



    ultra

    Desde 06/2011 • 9 anos de CANAL
    Fortaleza/CE

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 08:55
     

    fidel_garrincha disse:
    Com todo respeito, mas essa superliga me parece ser um belo campeonato de frescos que, ainda por cima, matou a coisa mais legal do futebol que é o mérito esportivo.

    perfeito


    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:05
     

    ultra disse:
    fidel_garrincha disse:
    Com todo respeito, mas essa superliga me parece ser um belo campeonato de frescos que, ainda por cima, matou a coisa mais legal do futebol que é o mérito esportivo.

    perfeito

    Frescura, ou não, contra fatos não há argumentos: 

    É apenas uma realidade que a adoção do hipercapitalismo pelo futebol 

    A conversa agora é sobre um momento decisivo, um ponto sem volta. 

     

    O fim do futebol como o conhecemos está apenas começando.



    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:08
     

    Nicanor Passos disse:
    ultra disse:
    fidel_garrincha disse:
    Com todo respeito, mas essa superliga me parece ser um belo campeonato de frescos que, ainda por cima, matou a coisa mais legal do futebol que é o mérito esportivo.

    perfeito

    Frescura, ou não, contra fatos não há argumentos: 

    É apenas uma realidade que a adoção do hipercapitalismo pelo futebol 

    A conversa agora é sobre um momento decisivo, um ponto sem volta. 

     

    O fim do futebol como o conhecemos está apenas começando.


    A pergunta continua no ar: SUPERLIGA; E se fosse no Brasil, o Botafogo estaria de fora?


    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:14
     

    Tem que acontecer alguma coisa no mundo do futebol mesmo. Vejo meus sobrinhos na faixa de 9 a 14 anos(uns 6) nenhum se 

    interessa por futebol, uns dizem q torcem por determinado clube, mas não "consomem" o futebol. tão nem ai.

    Lembrei de ums dos argumentos do florentino perez, os jovens não se interessam por futebol. É isso mesmo. 

    Segue o jogo................

     

    O futebol está mudando, e quem não se adaptar vai morrer mesmo. Um exemplo é o futebol de seleções, cansei deler aqui no canal o pessoal dizendo que não ia assistir jogo da seleção da CBF, etc e brau.

     

     

    A grande beleza do futebol é que ele pode ser jogado por qualquer pessoa e se espalhou por todo o mundo, tornando-se uma das atividades culturais mais populares da história. Isso não é exagero, dada a quantidade de fronteiras que atravessa. 

    Ele está prestes a se fechar na ponta, indo contra o próprio espírito do esporte.

     

    Discordo. Nos EUa se joga MUITO basquete, futebol americano, beisebol. E cada vez mais vc vê grandes jogadores sendo formados e grandes jogos sendo apresentados. E digo mais, o próximo da lista será o soccer, cuja liga vem atraindo mais e mais público.  

     

    Msb disse:
    Se você está vendo um esporte e não está puto, você está errado.


    se tu o dissestes....

     

     

     

     

     



    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:19
     

    alvinegro21 disse:

    Tem que acontecer alguma coisa no mundo do futebol mesmo. Vejo meus sobrinhos na faixa de 9 a 14 anos(uns 6) nenhum se 

    interessa por futebol, uns dizem q torcem por determinado clube, mas não "consomem" o futebol. tão nem ai.

    Lembrei de ums dos argumentos do florentino perez, os jovens não se interessam por futebol. É isso mesmo. 

    Segue o jogo................

     

    O futebol está mudando, e quem não se adaptar vai morrer mesmo. Um exemplo é o futebol de seleções, cansei deler aqui no canal o pessoal dizendo que não ia assistir jogo da seleção da CBF, etc e brau.

     

     

    A grande beleza do futebol é que ele pode ser jogado por qualquer pessoa e se espalhou por todo o mundo, tornando-se uma das atividades culturais mais populares da história. Isso não é exagero, dada a quantidade de fronteiras que atravessa. 

    Ele está prestes a se fechar na ponta, indo contra o próprio espírito do esporte.

     

    Discordo. Nos EUa se joga MUITO basquete, futebol americano, beisebol. E cada vez mais vc vê grandes jogadores sendo formados e grandes jogos sendo apresentados. E digo mais, o próximo da lista será o soccer, cuja liga vem atraindo mais e mais público.  

     

    Msb disse:
    Se você está vendo um esporte e não está puto, você está errado.


    se tu o dissestes....

     

     

     

     

     


    Sim. Sim pra tudo - como diria o sábio filósofo do Canal, Msb. E não adianta dar birras de meninos ou pitis de velhos broxas, pois do jeito que está, o futebol não vai mais continuar. 


    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:29
     

    Maldita Pandemia!

    Bendita Pandemia!

    Eu te odeio, Pandemia!

    Eu te amo, Pandemia!

    A teu clima, o teu fado,

    é minha sina, meu fardo...

     

    Seja bem vinda ao futebol,

    Óh, Pandemia Jotapemorganiana!



    Nicanor Passos

    Desde 09/2020
    Goiânia/GO

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:34
     

    Saudações (em versos) aos saudosistas do futebol - efeitos da SUPERLIGA

    Maldita Pandemia!

    Bendita Pandemia!

    Eu te odeio, Pandemia!

    Eu te amo, Pandemia!

    O teu clima, o teu fado,

    é minha sina, meu fardo...

    Seja bem vinda ao futebol,

    Óh, Pandemia Jotapemorganiana! 



    alvinegro21

    Desde 07/2019 • 1 ano de CANAL
    Rio de janeir/RJ

    Garrincha


    Em 20/04/2021 às 09:36
     

    Seguindo os passos de nicanor complemento: A pujança do modelo norte-americano fica evidenciada justamente por:

    1-contínua renovação de grandes jogadores,

    2- jogos em alto a altíssimo nível ,

    3 - grande audiências TV e grandes públicos nos estádios, que aliás ninguém vai pra ficar puto, torcidas rivais sentam lado a lado, há gozação e brincadeiras, mas não há brigas. Ir ao estádio é um programa de família, os estádios contam com lojas, entretenimentos, comidas para todas as idades. Ou seja, money, money, money.

     

    Por fim? vários criticaram no passado a espanholização do futebol e sugeriram a formação de liga forte. Agora que clubes propões justamente isso rola uma saraivada de críticas ao sistema? Se houver descenso e ascenso com mudança constante  de times não vai haver uma fidelização dos times e por consequência do campeonato.



     
    Páginas: >> 

    Fórum CANALBOTAFOGO - O Seu portal do Botafogo de Futebol e Regatas